Postagens

Mostrando postagens de novembro, 2016

Tucumacast #02 - Mestra Silvia Leão

Imagem
⁠⁠⁠Temos hoje uma edição especial da #tucumacast , é com imensa satisfação, que venho informá-los, que nesta terça feira, dia 22 de novembro de  2016, dentro do evento realizado pelo IPHAN  com a  Mestra Janja  e Várias representantes da Capoeira Paraense, Reconheceram Maria Silvia Leão, como a primeira Mestra de Capoeira do Estado do Pará - a Silvia Leão , mais conhecida como Pé de Anjo (In memoriam). Grandioso reconhecimento na história da capoeiragem paraense. Já que Silvia Leão, Mestra Pé de Anjo, teve importante participação e influencia direta, na capoeira e nas esferas pelas lutas e inclusões sociais dentro da nossa arte.  Nossa mestra, teve um legado ancestral muito forte, pois continua sendo fonte de inspiração para muitos. Sua força e seu legado não serão esquecidos...Nunca, Jamais! Ela foi uma importante liderança do Grupo Dandara Bambula. Lutou contra discriminação e preconceitos em tempos difíceis e conturbados que a capoeira vivia na época. Foi Idealizador

Tucumacast #01

Imagem
Baixar arquivo de áudio  #tucumacast, é o podcast da Tucumã Brasil. Podcast - É a transmissão e o envio de arquivos multimídias pela internet. Em nosso caso, o compartilhamento de áudio,  das postagens do site tucumabrasil.com.br que você já conhece. O objetivo de nosso #tucumacast é promover entrevistas com mestres e convidados da nossa capoeiragem. Promover discussões, debates e pesquisas de diversos temas, tanto  em contextos históricos, como também, nos atuais. Sempre voltado para o mundo da capoeira e de suas facetas. Debater, discutir... estimular a troca de opiniões. Eu sei, que será um árduo trabalho, pois a capoeira e a polêmica, sempre caminha lado a lado. Mestre Romão , uma importante personalidade da capoeira no Pará, dizia: Não existe capoeira sem polêmica. Não tem como tirar a polêmica da capoeira. A capoeira por si só, já é algo extremamente complicado de explicar. Imagine que a capoeira possui costumes e tradições de diferentes povos e etnias.

A LDB 10.639 e a capoeira

Imagem
Hoje, em nossa aula promovida pelo IPHAN e UFPA, debatemos sobre leis que  "amparam" a capoeira. fazendo um breve apanhado por diversas delas. Desde as de 1888 da abolição da escravatura até os dias atuais. Dentro da nossa atualidade, temos uma lei que nos apara, mas não é respeitada. a Lei de direttrizes e bases, que permite o ensino da capoeira dentro da grade curricular das escolas. fiz uma breve pesquisa, e trago a vocês sobre uma matéria no qual eu achei interessante. Os links para a página do qual eu retirei estará no final da postagem. Axé O ensino da história e cultura afro-brasileira e africana no Brasil sempre foi lembrado nas aulas de História com o tema da escravidão negra africana. No presente texto pretendemos esboçar uma reflexão acerca da Lei 10.639/03, alterada pela Lei 11.645/08, que torna obrigatório o ensino da história e cultura afro-brasileira e africana em todas as escolas, públicas e particulares, do ensino fundamental até o

toques de berimbau : passado e presente

Em questão: Antigamente, tocavam-se os toques de berimbau pausados, com chiado, afinações e batidas diferentes de hoje em dia. Hoje se deu uma "estilizada", no qual o nivel de dominação aumentou significativamente. Batidas e afinações melhores musicalmente.  Qual seria o mais correto de se usar? Antigamente o nível de domínio do berimbau era menor?  Pelas minhas pesquisas encontro uma diferença nas afinações dos discos dos grandes mestres; Pastinha, Bimba, Caiçara, Waldemar, Canjiquinha, dentre tantos outros.  E você, que acha do assunto abordado? Quer se unir a este debate? Mande a sua opinião.  Nosso e-mail: info@tucumabrasil.com.br Whatsapp: +55 91 983156878  Grande abraço a todos!!!