Postagens

Mostrando postagens de julho, 2012

Meu pensamento...Mestre Ramos.

Imagem
Mestre Ramos  compartilhou a  foto  de  Renata Lua Cheia Bertolino . Meu pensamento... Para controlar a força do amor na sua vida e trazer-lhe algo que você quer ou transformar algo que você não quer, o processo de criação é sempre o mesmo. Imagine. Sinta. Receba. Sua imaginação o conecta com o que você quer. Seus desejos e sentimentos de amor criam o magnetismo, o poder magnético, que atua no que você deseja. Aqui está os meus agradecimentos á todos que participaram do Roda Roda Roda Mundo Capoeira Resgatando Sempre as suas Raízes. A minha áurea estava cheia de luz divina, as pessoas abençoadas e consagradas por Deus. Os familiares de todos os alunos, professores, contramestres e mestres e a presença especial da mãe do nosso saldoso saudoso e inesquecível Mestre Peixinho, com a presença espiritual dele na celebração de novos contramestres e novos formados corda vermelha do Grupo Senzala. O mundo estava ali presente, salve toda a ancestralidade cultural. Obrigado pela presença de todos

Mestre Demetrius: Uma vida dedicada a capoeira

Imagem
VENHO ATRAVÉS DESTA CONVIDAR A TODOS OS MEUS AMIGOS CAPOEIRAS PARA ESSA FESTA DO NOSSO MESTRE DEMÉTRIUS, VOCÊ É NOSSO CONVIDADO, VENHA PARTICIPAR DESTA FESTA. DIA 27-07 ÁS 19:00HS COM TRAJE AVONTADE, (SEM MALHA DE CAPOEIRA BRANCA), NA SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA(CLUBE FEMININNO).OBS: DE PROFESSOR ACIMA NESTA DATA. DIA 28-07 SABADO NA PRAÇA ALENCASTRO RODA A PARTIR DAS 08:30 ENCERRAMENTO ÁS 11:30HS ÁS 14:00HS INICIO NA SECRETARIA DE CULTURA MUNICIPAL(RUA: BARÃO DE MELGAÇO, EM FRENTE AO BIC BANCO, CENTRO). CONTATOS: 9239 5278 - VETO CONFIRME SUA PRESENÇA. MAIS DE 300 CAPOEIRISTAS SE REUNIRÃO NESSA FESTA.

O Projeto Social Crianças Cabeludas

Imagem
Camaradas, me ajudem a divulgar esse vídeo protesto... O Projeto Social Crianças Cabeludas é um trabalho social com uma marca de 20 anos de seriedade, e que já ajudou a formar centenas de jovens que hoje estão espalhados ao redor do mundo, vivendo da nossa arte-cultura, ou sendo simplesmente pais de família, irmãos, filhos, profissionais dignos... Em Camaçari, entramos no oitavo ano. Inicialmente começamos no Parque das Mangabas. Hoje estamos presentes em mais quatro bairros carentes da cidade. São cerca de 200 crianças e jovens que encontram na Capoeira, a única ponte para a cidadania, cultura, diversão e, em muitos casos, do seu ganha pão. Mas nem isto sensibilizou a gestão pública. E as nossas aulas seguem há pelo menos três anos e meio em pleno asfalto... Puro descaso? Discriminação velada? Simples ingerência? Não sabemos. O fato é que, infelizmente, toda a comunidade capoerística camaçariense sofre do mesmo mal em nosso município, apesar de sermos o segundo esporte em número de pr