Postagens

Mostrando postagens de junho, 2012

Vídeo-Music: Vida de Capoeira

Imagem
CM Biro é :Mestrando em Educação, Unisal Americana. Educador, históriador, compositor, escritor e cantor. Capoeiristas, CDO Campinas SP, aluno do Mestre Cicero.

Fórum de debates na internet. Resposta Prof° Pelicano

Olá Subcontramestre! Bom! como eu já citei antes, e deixo claro aquí, é que não sou africanista, muito menos indigenista, mas confesso que na atualidade tenho muito mais preocupação com os nativos do Brasil, após fazer pesquisas da capoeira com a matriz indígena, pois segundo dados do IBGE, hoje os índios do Brasil são apenas 0,4% da população Nacional, isso devido ao extermínio que até nos dias atuais ocorre, devido os interesses de fazendeiros em suas terras, além de que o índio está perdendo suas culturas com a chamada evolução e ao se misturar com os brancos ele some automaticamente, não sei se entende. mas como citou que luta pela negritude, isso é um ato nobre, eu por exemplo luto pelos menos favorecidos, seja negro, branco, amarelo ou vermelho. Na Bahia tem o museu dos Pataxós, tem referências por lá até de berimbau ou algo muito semelhante, as danças de guerras indígenas, são muitas ainda existentes dos poucos índios do Brasil, e muitas tem certa semelhança com a capoeira. Eu a

Fórum de debates na internet - Subcontramestre Luizão

Olá, Prof. Pelicano... Li as suas referências... Continuo achando que todos esses textos que vc citou, vai depender da visão de quem esta lendo... Continuo sem concordar com a sua tese, vi o vídeo citado no artigo...   Mesmo assim... Os elementos da africandade são bem maiores... Fui no museu indigena aqui de Brasília... Porém conversando com os pesquisadores do Museu não encontramos nada que seja relevante só indicios. Esses indicios se revelam com interpretação de cada um... Como eu disse antes concordo com a miscegenação cultural da Capoeira, até porque ela é pura dialética... Mas a origem...   Desculpe, não dá... Algum tempo faço parte dos movimentos em prol da Negritude e da Cultura negra em Brasília... Vejo que muitos intelectuais tentam cada vez mais esvaziar a importância da luta em favor dos direitos do Negro... Pessoas que defendem que não existem raças... Que a raça é só uma a humana... E diminuem os feitos dos negros no nosso país... Não estou dizendo que é o seu caso...  

Diáspora Africana - Debate Origem da Capoeira

Resultado de anos de pesquisa e acumular de um acervo magnífico de gravuras e textos antigos, principalmente do SEC. XIX, o Pesquisador e historiador Carlos Eugênio vem aqui apresentar um resumo de seu trabalho. Trabalho este que resultou na publicação de vários Artigos e Livros premiados e reconhecidos nos meios acadêmicos. Podemos criar a história da capoeira através das gravuras aqui apresentadas em pequenos vídeos e no mínimo polemizar um assunto sempre discutido no universo da capoeiragem...o seu surgimento...está é o 1º vídeo de muitos que se seguem nesta viagem pela escravidão e capoeira.

Roda Virtual - Fórum de debates na internet. parte 01

Olá pessoal, Muito boa a roda virtual, com grandes pontos de vista e sem dúvidas com opiniões no qual engrandece a capoeira de modo geral. Gostaria de dizer, que a Tucumã Brasil não toma partido em brigas de cunho institucional(Grupos de capoeira) e muito menos com fatores discriminatórios, como nos quais observei em muitos aqui. Gostaria de dizer que a capoeira merece respeito de todas as pessoas, e todos nós devemos RESPEITAR TODO MUNDO.   - Vejo aqui discriminação quanto ao FIGHT MUZENZA. Cada um tem seu jeito de ver a capoeira e merece ser respeitado. Se a pessoa trabalha com ética, ótimo. Gosto da capoeira como brincadeira e por isso tenho que DISCRIMINAR QUEM QUER PRATICAR COMO LUTA?   - Realmente, não tem como negar a questão: ANGOLA X REGIONAL  X   CONTEMPORÂNEA. Não lembro realmente, de ter visto, escutado, lindo... que houve um eventos de ANGOLA, que levou um Mestre da Regional. Ao contrário, vejo muita mágoa nisto tudo.   - Capoeira origem Africana. Percebemos um forte intu

Documentário sobre os índios Mbyá Guarani de Santa Catarina.

Imagem
Documentário sobre os índios Mbyá Guarani de Santa Catarina. Direção de Charles Cesconetto Dividido em 6 partes para a versão youtube. Este link, é de um documentário do youtube onde mostram indígenas de Santa Catarina fazendo a dança de guerra daquele povo, em um ritual de preservação da cultura, já com efeitos da civilização causada pelo homem branco, onde existe o violão introduzido aos povos indígenas pelos jesuítas, algo com leve semelhança com a capoeira a meu ver, mas o rítimo tocado ao som do violão, é muito parecido com o toque São Bento Grande de angola, gostaria de saber a opinião dos amigos que tem bons ouvidos para a música, inclusive a sua opinião Mestre Jerônimo, pois para mim o rítimo é muito parecido com o rítimo da capoeira.   Abraços!   Douglas Tessuto (Professor Pelicano - Historiador da arte e cultura da capoeira)

EVOLUÇÃO DA CAPOEIRA - Por Douglas Tessuto

Texto retirado e com sua publicação permitida da roda virtual,  fórum  de  debates  através de E-mails. EVOLUÇÃO DA CAPOEIRA A capoeira é uma arte genuinamente brasileira, que já existia no Brasil na época do descobrimento, e era praticada pelos índios que habitavam a costa do nosso País. Sabendo que essa luta, arte, cultura, ou dança de guerra, que são as classificações mais usadas para a capoeira, que já se fazia presente no Brasil praticada pelos índios, passo a mostrar sua evolução em diversas fases históricas. Podemos classificar os períodos da capoeira da seguinte maneira: Primeira fase :  ORIGEM - Já existia no Brasil na época do descobrimento, oriunda dos indígenas. Segunda fase :  Capoeira escrava  - A partir da chegada dos negros (Diáspora africana) em 1550, onde negros escravizados, são colocados nas mesmas senzalas com os índios também escravizados pelos colonizadores portugueses, os negros aprendem a capoeira com os índios, e começam a fazer uso da luta nacional denominada