Postagens

[Vídeo] Rodas da República - Janeiro de 2023

Imagem
Participação: Pantera, Josimar, Jagunço, Meia Lua, Josias da Angola, GG do Manguê, Keven Alicate, Borabora, Arthur, Brenda Pimenta, Miúda ACMS, Diovan, Fanho,  dentre outros. Data: 29 de janeiro de 2023 Local: Praça da República - Belém do Pará. Tempo: 02:04:43 Qualidade de vídeo: 4K 60FPS(Nativo) Sinopse: Primeira roda do ano de 2023, do coletivo de Capoeira. Foram quase quatro horas de roda.  Com intuito de preservar a memória, postamos o que conseguimos captar.  Tivemos a participação de vários grupos, agentes e entidades culturais da Capoeira reunidos.  Meu muito obrigado a todos que participaram...espero em breve retribui-los.  Quer saber quando é a próxima? 19 de março, 07 de maio, 04 de junho, 20 de agosto, 07 de setembro, 22 de outubro e 19 de novembro. Tá afim de vir? https://goo.gl/maps/vtYe6rNqauJSRbhn8 Tem alguma dúvida? WhatsApp: +55 91 99185 9815 Gostou do nosso trabalho? Que tal considerar apoia-lo? Ele é feito com ❤️  Banco: Cai xa Econômica Federal Poupança: 56

"A Capoeira e o galho ladrão".

Imagem
  Chula de reflexão "A Capoeira e o galho ladrão".  Na natureza existe o "galho ladrão". Ele aparece em mudas de plantas ou árvores.  Esse galho é diferente dos demais, possuindo coloração acentuada.  É um galho bonito, não dá fungos ou doenças. Sua única função é roubar energias da planta. Geralmente não dá frutos, mas se der...são frutos brocados, frutos podres. Para que a planta possa se desenvolver plena, é necessário podar o galho ladrão. Assim como na Capoeira. Podem os galhos ladrões. #capoeira #capoeirafilosofia #capoeiramusic #músicasdecapoeira #capoeiralife

[Vídeo] Rodas da República / Novembro 2022

Imagem
  Projeto Rodas da República Belém. Aconteceu mais uma roda do coletivo @tucumabrasil  na praça da República em Belém. Roda em comemoração do mês pela luta da igualdade racial em nosso país. Tivemos a participação de vários Mestres e grupos de Capoeira, além de diversas entidades e educadores sociais. Ancestralidade "... No começo da nossa vida e carreira na Capoeira, colocamos em mente e em pratica, várias coisas que achamos correto e que acreditamos ser diferente da linha de pensamentos de nossos Mestres ou da nossa comunidade. Cada vez que nos afastamos, achamos que estamos indo em linha contrária. Mas a realidade, é que estamos em círculos . Quando ficamos mais maduros, percebemos como queremos voltar as raízes ou de deixarmos as coisas mais simples. Então hoje, decido adotar uma Capoeira mais parecida com o passado. Onde as graduações(títulos), eram entregues sem eventos. Quando o aluno estava preparado, entreva no aço. Hoje a minha concepção de Capoeira é baseada nisto. Tive

Tucumã Brasil participa de capacitação de igualdade racial.

Imagem
 A Tucumã Brasil foi selecionada a participar da 2° Semana de Capacitação do sistema nacional de promoção da igualdade racial,  nos dias 21, 22 e 23 de novembro de 2022, em Belém (PA). Por intermédio da comitiva do Programa Abrace o Marajó. A ação conta com a parceria da Superintendência do Desenvolvimento da Amazônia (Sudam/MDR) e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento – PNUD/ONU.  O Programa Abrace o Marajó foi proposto pelo Governo Brasileiro como resposta à vulnerabilidade social, econômica e ambiental, que caracteriza uma porção expressiva da Amazônia Brasileira, localizada na parte mais oriental da Região Norte do País, denominada de Arquipélago do Marajó ou simplesmente Marajó. Links importantes: https://www.gov.br/mdh/pt-br/assuntos/noticias/2022/eleicoes-2022-periodo-eleitoral/capacitacao-em-politicas-de-promocao-da-igualdade-racial-comeca-em-outubro

Roda da República do 07 de Setembro 2022

Imagem
  Salve meus amigos e camaradinhas. Apresento para vocês, mais uma roda da República de Belém, na comemoração do 07 de setembro. Foram mais de 3 horas e meia de roda e foi muito bom reencontrar com nossos amigos e irmãos. Aqui trago alguns momentos e espero que gostem. Participação: Mestre Geleia, Mestre Beto, Mestre Cidinho, Mestrando Jagunço, Contramestre Humaitá, Professor Meia Lua, dentre tantos outros.

A volta do mundo!

Imagem
Talvez o maior símbolo do Brasil e da cultura brasileira sejam a roda de Capoeira. Um circulo que significa o girar da vida, a continuidade dos saberes, e em um loop infinito, talvez as coisas tendam a se repetir.  Lembro-me que em meados da década de 90, existia um Capoeira muito criticado pelos Capoeiras daquela época. Conhecido como "Leiteiro" ou simplesmente Carioca. Ele sempre falava verdades que incomodavam. Ouvia ele dizer: Angola não é assim, esse toque não é assim...e por ai vai. Foi o primeiro que eu ouvi, falar de politicagem dentro da Capoeira e principalmente de muita coisa errada que existia naquela época. Com o passar do tempo, criaram um plano e silenciaram o velho Capoeira. Começaram uma campanha de difamação, de chama-lo de louco, dentre tantas outras coisas. Com o tempo, o velho Capoeira se cansou e afastou-se de querer ajudar a Capoeira. O tempo passou, cresci e percebi que a maioria, se não todas as coisas que ele falava, eram verdades. Hoje procuro ter o

Tucumã Brasil participa de produção da serie: Modo de olhares

Imagem
O Iphan Pará exibiu nesta segunda, 03 de outubro de 2022, a exibição do curta-metragem da serie: Modos de olhar, resultado dos cursos e oficinas de produção audiovisual, realizados pelo Iphan em parceria com o grupo de antropologia Visagem da UFPA. Na ocasião, foi realizado a exibição dos trabalhos dos detentores dos patrimônios culturais do Pará. As oficinas foram conduzidas por Alessandro Ricardo Campos, que é   Mestre em Antropologia e Doutorando pelo Programa de Pós Graduação em Sociologia e Antropologia /UFPA, Especialista em Educação e Saberes Africanos e graduado em Ciências Sociais também pela Universidade Federal do Pará. Alessandro Ricardo Campos A Tucumã Brasil representou a Capoeira como patrimônio imaterial paraense, abordando a praça da República, como eixo principal de ligação entre os grupos culturais e os mestres dos saberes da região metropolitana de Belém. Mac Iver Beckman Tucumã Brasil Fernando "Poeta" Santos mostrou sobre a produção e confecção artesanal